dicas

Copiando a imagem das atividades Para copiar ou salvar as imagens das atividades siga os seguintes passos: 1- Clique sobre a imagem com o botão direito do mouse. 2- Irá aparecer uma caixa, clique em exibir imagem. 3- A imagem será ampliada, clique novamente sobre ela com o botão direito do mouse. 4- Irá aparecer uma nova caixa, clique em copiar a imagem ou salvar como. 5- Se copiar a imagem cole no Word. 6- Se salvar como, escolha um local no seu computador e salve.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

A reforma da vaca mocha- Monteiro Lobatto

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.




REFORMA DA MOCHA
Monteiro Lobato

         Lá se foram as duas para o pastinho da Mocha, que estava pachorrentamente mascando umas palhas de milho. Ficaram diante dela, de mãos à cintura, discutindo a reforma.
– Eu mudava o depósito de leite – disse a Rãzinha. – Punha torneirinha nas  tetas para evitar o que hoje acontece: para tirar o leite os vaqueiros apertam as tetas com as suas mãos sujíssimas – uma porcaria. Com o sistema de torneira essas mãos não tocam nas tetas.
Emília deu uma risada gostosa.
– Que bobagem! Bem se vê que você é menina do Rio de Janeiro. Pois não  sabe que a função das tetas é dar leite aos bezerros? Como pode um bezerrinho mamar em torneiras?
– Ensinávamos os bezerros a abrir as torneiras.
– Não – declarou Emília. – Muito complicado. Na Mocha quero uma reformas  úteis para ela mesma e não para as criaturas que a exploram. Vou pôr a cauda da Mocha bem no meio das costas, porque assim como esta só alcança metade do corpo. Como pode a coitada espantar as moscas que lhe sentam no pescoço, se o espanador só chega às costelas? Tudo errado...
E plantou a cauda da Mocha no meio das costas de modo que pudesse
espantar as moscas do corpo inteiro: norte, sul, leste, oeste. E passou as tetas
para os lados, metade à esquerda, metade à direita.
– Assim podemos tirar leite de um lado enquanto o bezerrinho mama do
outro. Reforma não é brincadeira. Precisa ciência.
– Ótimo! – concordou a Rã. – E podemos botar torneirinhas nas tetas do
lado direito – para serviço dos leiteiros. As do lado esquerdo ficam como são –
para uso dos bezerrinhos.
Emília aprovou a idéia. Depois passaram a considerar os chifres.
– Toda vaca de respeito tem chifres – disse Emília menos esta coitada, que é  Mocha. Vou dar-lhe chifres compridos, mas sem ponta aguda.
A Rã lembrou que os esgrimistas usam floretes com um chumaço na ponta.  Podiam dar à Mocha,  dois chifres pontudos, mas com um chumaço na ponta. Emília aperfeiçoou imediatamente a idéia.
– Em vez de chumaço, Rã, podemos espetar nas pontas uma bola de borracha  maciça – uma bola "tirável”, isto é, que possa ser tirada de noite.
– Para quê?
– Para que ela possa defender-se de algum ataque noturno. Os chifres são a única defesa dela, coitada.
– Mas que perigos noturnos há por aqui?
O das onças, minha cara. Tio Barnabé diz que uma antepassada desta Mocha foi comida por uma onça. De dia a Mocha pode usar a bola porque as onças só atacam à noite.
E a Mocha foi armada de dois esplêndidos chifres elegantemente retorcidos como saca-rolhas, com duas bolas maciças nas pontas – bolas “tiráveis”.
O pêlo da vaca também sofreu reforma. Ficou macio como pelúcia e furta-cor.


Interpretação textual

1) De acordo com o texto é CORRETO afirmar:
A - (  ) O título do texto é Reforma da Mocha, seu autor é Monteiro Lobato e este texto tem 21 parágrafos.
B - (  ) O título do texto é Reforma da Mocha, sua autora é a Emília e este texto tem 19 parágrafos.
C - (  ) O título do texto é Reforma da Mocha e seu personagem principal é Monteiro Lobato.
D - (  ) O título do texto é Reforma da Mocha, seu autor é Monteiro Lobato e este texto tem 19 parágrafos.

  1. Releia a parte em que Emília diz à Rãzinha:


Bem se vê que você é menina do Rio de Janeiro”.


Marque com um X a frase que explica por que Emília disse isso:
A - (  ) A idéia da rã só servia para a cidade.
B - (  ) A rã morava no Rio de Janeiro.
C - (  ) A rã era muito pequena e não conhecia as coisas da roça.
D - (  ) Menina da cidade não conhece coisas da roça.

3) Emília fez várias reformas na vaca Mocha. Numere a segunda coluna de acordo com a primeira relacionando a parte que foi reformada ao motivo que levou Emília a fazer a reforma.
( 1 ) Cauda       (  ) Para torná-lo macio e de cores diversas.
( 2 ) Chifre        (  ) Para se defender dos ataques da onças.
( 3 ) Pêlo          (  ) Para tirar leite de um lado enquanto o bezerro mamava do outro.
(4 ) Tetas       (  ) Queria que ela alcançasse o corpo todo para poder espantar as moscas do corpo inteiro

4) Leia a primeira reforma que a Rãzinha propôs fazer na vaca Mocha:
– Eu mudava o depósito de leite – disse a Rãzinha.



Marque com um X o que a Rãzinha chamava de depósito de leite:
A - (  ) a torneirinha.       B - (  ) os bezerros que vinham mamar.
C - (  ) as tetas da vaca. D - (  ) o balde onde o leiteiro coloca o leite.

5) Leia a quadrinha abaixo com atenção:
Circule na quadrinha todas as palavras trissílabas e marque um X nas palavras
Fala mais que muita gente
Essa boneca tagarela.
É curiosa e travessa
Ninguém pode com ela.
que você circulou:
A - (  ) tagarela e curiosa.
B - (  ) muita e ninguém.
C - (  ) boneca e curiosa.
D - (  ) boneca e travessa.

4 comentários:

Postar um comentário

Google+ Followers