P

dicas

Copiando a imagem das atividades Para copiar ou salvar as imagens das atividades siga os seguintes passos: 1- Clique sobre a imagem com o botão direito do mouse. 2- Irá aparecer uma caixa, clique em exibir imagem. 3- A imagem será ampliada, clique novamente sobre ela com o botão direito do mouse. 4- Irá aparecer uma nova caixa, clique em copiar a imagem ou salvar como. 5- Se copiar a imagem cole no Word. 6- Se salvar como, escolha um local no seu computador e salve.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

A princesa e a ervilha - letra cursiva


A princesa e a ervilha 
1ª parte                                                                     
Era uma vez um príncipe que queria se casar com uma princesa, mas tinha de ser uma princesa de verdade. Assim, viajou ao redor do mundo procurando princesas. Havia muitas princesas, mas ele nunca tinha certeza se elas realmente eram princesas de verdade, sempre havia alguma coisa que não estava certa com elas. Finalmente, voltou para casa muito triste porque não conseguia encontrar o que estava procurando.
Uma noite houve uma tempestade terrível, com trovões e relâmpagos,  e a chuva caindo muito forte. Foi horrível! De repente escutou-se uma batida na porta do castelo e o rei correu para abri-la.
Ali na entrada estava uma princesa. Mas que aparição! Ela estava ensopada. A  água escorria do seu cabelo e das roupas e escoava para dentro dos seus sapatos e por fora dos dedos. Assim mesmo, ela insistiu que era uma princesa de verdade.

Segunda  parte
“Nós vamos descobrir logo!” Pensou a rainha, olhando para a moça molhada. Entretanto, ela não disse nada e foi preparar o quarto da hóspede inesperada. A rainha mandou tirar toda a roupa da cama e colocar uma ervilha no fundo da cama. Em seguida mandou pegar vinte colchões e colocá-los em cima da ervilha e sobre eles mandou colocar mais vinte acolchoados.
Logo depois a rainha mostrou à princesa onde ela iria passar a noite e  a moça  foi para a cama muito agradecida.


Terceira parte
Na manhã seguinte o rei e a rainha lhe perguntaram como havia dormido.
__ Oh, terrivelmente mal! _ Disse a princesa. _ Eu mal consegui fechar os olhos a noite inteira. Deus sabe o que havia na cama. Era uma coisa muito dura e agora estou como se tivesse recebido pancadas por todo o lado.
Pela resposta a rainha soube que ela era uma princesa de verdade. Só uma princesa seria sensível o suficiente para sentir uma ervilha através de vinte colchões e vinte acolchoados.
O Príncipe finalmente encontrou sua princesa de verdade, com quem se casou. A ervilha foi colocada no museu, onde ainda pode ser vista, se é que não foi roubada.

Adaptação de Hans Christian  Andersen

0 comentários:

Postar um comentário

Google+ Followers